Serralheiro, faixa-preta de Jiu-Jitsu se aproxima de título no ranking da FJJD-Rio e da chance de competir fora do Brasil; veja

postado em: Notícias | 0

Serralheiro, faixa-preta de Jiu-Jitsu se aproxima de título no ranking da FJJD-Rio e da chance de competir fora do Brasil; vejaJonathan França pode conquistar o ranking da FJJD-Rio na temporada 2019 (Foto: Illan Peleberg)

 

Ganhando a vida como serralheiro em Teresópolis (RJ), Jonathan França, faixa-preta de Jiu-Jitsu, vive a expectativa de conquistar o ranking Circuito Rio Mineirinho 2019 e garantir a cobiçada passagem internacional para uma etapa do Abu Dhabi Grand Slam da AJP Tour (antiga UAEJJF). O encerramento da temporada da FJJD-Rio vai acontecer no Velódromo do Parque Olímpico no próximo dia 30.

Em bate-papo com a TATAME, Jonathan, que tem uma realidade distante dos lutadores profissionais, precisa trabalhar de 7h da manhã até às 17h e conciliar os treinos na parte da noite. O lutador, de 27 anos, contou como é essa rotina intensa para manter o alto nível nos eventos da FJJD-Rio.

“Olha, pra falar a verdade tem que ter muita disposição. Eu trabalho das 7h até as 17h, em uma serralheria. Depois saio correndo pra pegar o treino das cinco, que já em andamento quando eu chego. Meu segundo treino é o das 20h, chego em casa 22h30, mais ou menos, para fazer o meu papel de pai e marido! Tem que ter muita vontade”, destacou Jonathan.

Com treinos intensos entre segunda e sábado na Pitbull em Teresópolis, o lutador quer o título do ranking para realizar um sonho: participar pela primeira vez de um torneio fora do país.

“Essa é uma grande oportunidade que a FJJD-Rio proporciona para o atleta lutar por seus sonhos e não só por medalhas. Na minha realidade, é inviável lutar fora do país se não fosse através da disputa do ranking. Eu nunca competi fora (do Brasil). Se Deus quiser, essa vai ser a primeira vez de muitas”, projetou o lutador, que está em seu primeiro ano como faixa-preta.

Opinião do professor

Responsável pela Pitbull em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, Roger Tayakas afirmou à TATAME que a equipe vai entrar em peso na última etapa do Circuito Rio Mineirinho. Além disso, projetou um trabalho de equipe com mais atletas nas divisões de atletas que competem com Jonathan pelo título geral do ranking.

“É uma oportunidade muito boa, pois uma experiência de competição internacional abre a mente do atleta com essa oportunidade da FJJD-Rio. Quando um (atleta da Pitbull) está na briga, todos entram (para dificultar a vida dos adversários). Fizemos isso em outras etapas. Vamos entrar com força máxima nesta última etapa da FJJD-Rio”, apontou.

Ficar de olho

Vale frisar que a Taça Guanabara será do infantil até adulto. Já a classe master vai competir na Taça Brasil Master, que acontece no mesmo dia e local. As duas competições terão pontuação em dobro e vão definir os campeões do ranking, que vão conquistar passagens internacionais para torneios da AJP Tour. As inscrições estão em reta final e só podem ser feitas apenas no site oficial da FJJD-Rio.

SERVIÇO:

Desafio Rio Social – Superlutas Novos Talentos
Local: Velódromo, no Parque Olímpico (RJ)
Data: 30 de novembro de 2019
Inscrições: aqui

Deixe uma resposta