Embaixadora do projeto ‘Lutadoras’ na FJJD-Rio, Gabriela Fechter comenta proposta do ‘Queen of Rio’ do Circuito Rio Mineirinho

postado em: Notícias | 0

Embaixadora do projeto ‘Lutadoras’ na FJJD-Rio, Gabriela Fechter comenta proposta do ‘Queen of Rio’ do Circuito Rio MineirinhoMestre Sylvio, Gabirela Fechter, Rogério Gavazza e Michele Oliveira em evento da “Lutadoras” (Foto: Arquivo Pessoal)

 

O reinício do calendário da FJJD-Rio com o GP Rio, Troféu Rio Novatos e Queen of Rio em 2020 foi adiado para os dias 10 e 11 de outubro, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico. Como parte do projeto “Lutadoras”, lançado no mês de agosto pela Umbra/Vasco, Revista TATAME, Prefeitura do Rio e Pablo Mello, que é médico sanitarista e enfermeiro, a federação vai promover a campanha que visa o combate à violência contra mulher durante o evento.

Registra-se no GP Rio e Troféu Rio Novatos, AQUI

Como uma forma de estimular o Jiu-Jitsu feminino, a federação convidou Gabriela Fechter, faixa-preta de Jiu-Jitsu, para ser embaixadora do projeto “Lutadoras” dentro do Circuito. A lutadora comentou a emoção deste convite.

“Eu fico muito feliz em poder ser parte da geração de mulheres que conquista um novo espaço dentro do esporte. A ideia é inspirar cada vez mais essas meninas dentro do esporte, mostrar que podemos ir longe se acreditarmos nos nossos sonhos”, comentou a lutadora, que tem destaque no cenário internacional.

Como parte deste retomada, a FJJD-Rio vai promover o Queen of Rio com superlutas da faixa-azul até à preta – em três categorias (64kg, 75kg e 90kg). As vencedoras vão e defender o título nas edições seguintes. Gabriela comentou essa iniciativa: “Eu acho incrível. A Federação está criando algo novo dentro do cenário do Rio de Janeiro e trazendo uma visibilidade muito importante para o crescimento das mulheres dentro do esporte! Espero que as meninas disputem esse Queen of Rio e que se mantenham lutando”, disse a atleta, que estimulou mais meninas a competirem.

“Todas sentimos medo de lutar. Medo de decepcionar nossos professores, amigos e família. Mas saibam que só de estarem ali, vocês são motivo de orgulho para nós. Superem seus medos, arrisquem-se e o melhor de tudo: divirtam-se”, disse Gabi, que também usa as redes sociais para incentivar outras mulheres.

Com foco no combate à violência contra a mulher, projeto ‘Lutadoras’ é lançado no Rio; veja como foi

Na reabertura do calendário, Gabriela Fechter vai participar de uma apresentação de defesa pessoal treinada pelo mestre Sylvio Behring. A faixa-preta exaltou a importância da prática para as mulheres: “De um modo geral acho importante o treinamento da defesa pessoal para treinar seus instintos. A defesa pessoal te da uma consciência postural que pode mudar todo um cenário de ameaça. Para mim, deveria ser uma material fundamental de colégio. Acho indispensável”, concluiu.

Deixe uma resposta